O que você deixa pelo caminho? Pedras ou pétalas?

 

 

     O que você tem deixado pelo caminho? Pedras ou pétalas. Essa foi a  pergunta que fiz a mim mesmo primeiramente para que a inspiração viesse na redação desse texto. E ela veio. Quando você está no trabalho, convivendo com diversos tipos de personalidade, você se deixa influenciar e também entra no ciclo de “jogar” pedras nas pessoas, pelo caminho dos outros, afim de que possa ser tropeço e queda para o próximo? Ou você se encarrega de jogar pétalas de margarida, rosas, violetas entre outras flores pelo caminho, porque sabe que você poderá voltar por onde foi e reencontrará um chão, uma estrada menos dura de andar. Mais florida e mais estimulante? E essa questão não se limita ao campo profissional. Vai além… em sua família, com seus amigos, o que você tem deixado por onde passa? Pedras ou pétalas? Com certeza, eu e você já tivemos nossa quota de experiência com pessoas que nos deixaram muitas pedras. Tantas que poderíamos construir uma casa com as mesmas. E é exatamente nesse ponto importante que devemos repensar nossas atitudes e rever nossa postura diante do mundo. Se há mais pedras em seu caminho do que flores, está na hora de construir seu império através delas. Seu castelo, sua muralha e virar o jogo. Evite que seu império seja construído com intuito de guerra. Seja com o objetivo de paz. Onde poderemos ofertar mais flores. Isso pode soar utópico ou ingênuo. Mas temos esquecido que, nossa vida é um ciclo, e estamos numa roda onde circula o que nós emitimos. Em um dado momento, o que ofertamos para à vida, voltará para nós. E o que você deseja que volte para você? Pedras ou pétalas?

 

   

Professor Marcelo é Pedagogo, Licenciado em História, especialista em Psicopedagogia, MBA em Coaching, Tutoria em Educação a Distância e Pedagogia Empresarial.