Por que ler é tão importante? Uma sugestão de trabalho e reflexão sobre o tema!

     

Eu poderia discorrer sobre diversas conceituações a respeito da pergunta que abre esse texto, porém vou apresentar minha ideia principal dessa postagem: além de estimular o cérebro, utilizando dos estudos em neurociência aplicada à educação, ressalto a importância da capacidade de tornar o indivíduo livre dentro de si mesmo e com a capacidade de interação social. Aqui utilizando a proposta interacionista de Vygostky, já que o mesmo nos propõe uma aprendizagem fundamentada na interação com outro, com o objeto de estudo, e aprendemos a ler o mundo, as pessoas, as grafias, os códigos, as letras nessa construção que se dá a alfabetização e sua função psicológica. Tornando assim propício  não apenas balbuciar ou soletrar, mas ser letrado conforme Magda Soares, com sua proposta de alfabetização e letramento. 

    A imagem que ilustra o texto é do livro “Cabeça Oca no Mundo de Cora Coralina do autor Christie Queiroz. Ele é o criador do personagem simpático e divertido, “Cabeça Oca” que já estampou e estampa jornais no Estado de Goiás e diversas publicações voltadas à literatura e ao lúdico para todos os goianos e demais brasileiros. Eu comprei esse livro, por dois motivos: sou fã do Cabeça Oca e admirador profundo de Cora Coralina. A poetiza goiana, que encanta gerações e marcou pra sempre a Cidade de Goiás, também conhecida como Goiás Velho. Cidade essa que se tornou patrimônio histórico da humanidade. E o livro é uma excelente sugestão para criação de projetos voltados para literatura e o incentivo à leitura, que pode ser adaptado para todo Ensino Fundamental e Médio. Pode-se criar um projeto multidisciplinar, com este livro, envolvendo desde história à Língua Portuguesa.  De acordo com a faixa etária do aluno.  

     A pergunta “Por que ler é tão importante” só poderá ser respondida, conforme seu trabalho em sala de aula, diante do contínuo esforço para que seu aluno leia mais… mas não basta apenas ler por ler. É preciso aprender com a leitura o saber questionar, indagar, é criar uma ciranda do conhecimento com as letras, frases e textos. Tornar a criança, jovem ou adulto, íntimo das palavras. Amigos. Porque só assim poderão sair de mãos dadas pelo mundo, escrevendo, lendo e cantando. 

Percebeu que citei Vygostky, Magda Soares, Neurociência aplicada à Educação, Cora Coralina, Cabeça Oca, Christie Queiroz? Há outros textos e informações neste site sobre os mesmos, mas também fica a dica para que pesquise mais sobre esses tópicos. Procure aumentar seu conhecimento  sempre na área da educação e demais campos do saber.